Testemunho

Dr. Harold Herbst descreve o encontro com um prisioneiro ("Muselmann") à beira da morte (por inanição), em Buchenwald

Depois de estudar medicina na Wayne State University em Michigan, Harold entrou para o exército em 1942. Ele foi designado ao 107º hospital de evacuação. A unidade fez treinamento em Belfast, na Irlanda do Norte, e depois acompanhou o 1º Exército norte-americano após a invasão da Normandia em junho de 1944. Harold foi incorporado ao 3º Exército norte-americano, sob o comando de George S. Patton, em dezembro. Ele foi para Buchenwald logo depois que os guardas da SS fugiram do campo, em abril de 1945.

Transcrição

Um dos momentos mais memoráveis daquela época foi quando eu,
enquanto andava e andava por aquelas barracas, estava
indo para a parte de trás delas só para ver o que tinha
por ali. Quando eu passei por uma janelinha que tinha mais ou menos
20cm², ouvi uma voz. Virei
e vi um esqueleto vivo falando comigo...estava falando comigo, e
agradecendo a Deus pela chagada dos americanos. Foi uma
sensação estranha. Você já viu um esqueleto que conversa?
E era isso que você... que eu estava fazendo. E, mais tarde, eu vi montes
desses esqueletos vivos... quero dizer, desses esqueletos que os alemães
deixaram para trás.


  • US Holocaust Memorial Museum Collection
Ver detalhes arquivísticos

Está página também está disponível em

Thank you for supporting our work

We would like to thank The Crown and Goodman Family and the Abe and Ida Cooper Foundation for supporting the ongoing work to create content and resources for the Holocaust Encyclopedia. View the list of all donors.