Testemunho

William (Bill) Lowenberg descreve o trabalho escravo em Kaufering, um subcampo do campo de concentração de Dachau

Quando criança, Bill freqüentou a escola em Burgsteinfurt, uma cidade alemã próxima à fronteira holandesa. Depois que os nazistas chegaram ao poder na Alemanha, em janeiro de 1933, Bill passou a sentir na própria pele um anti-semitismo cada vez maior, havendo mesmo sido atacado no caminho para a escola hebraica por um garoto que atirou uma faca nele. Em 1936, ele e sua família deixaram a Alemanha e foram para a Holanda, onde tinham parentes e acreditavam que estariam a salvo. Entretanto, depois que a Alemanha invadiu a Holanda, em maio de 1940, legislação anti-semita – incluindo a ordem de usar a Estrela de David amarela [para judeus] – foi instituída naquele país. Bill, sua irmã e seus pais foram deportados para o campo de transição [onde ficavam os prisioneiros antes de serem enviados para campos de concentração oude trabalho escravo] de Westerbork na Holanda. Em agosto de 1943, Bill foi deportado de Westerbork para o campo de concentração de Auschwitz, na Polônia ocupada pelos alemães. Ele foi levado de Auschwitz para Varsóvia no final de 1943, logo após a violenta repressão alemã contra a revolta do gueto de Varsóvia. Bill e outros prisioneiros foram forçados a demolir o que restara do gueto. Com o avanço das forças soviéticas, Bill foi colocado em uma marcha da morte e levado de trem para o campo de concentração de Dachau, na Alemanha. Ele foi libertado pelas forças norte-americanas no final de abril de 1945.

Transcrição

  • US Holocaust Memorial Museum Collection
Ver detalhes arquivísticos

Está página também está disponível em

Thank you for supporting our work

We would like to thank Crown Family Philanthropies and the Abe and Ida Cooper Foundation for supporting the ongoing work to create content and resources for the Holocaust Encyclopedia. View the list of all donors.