Ohrdruf (Artigo Resumido)

Ohrdruf era um sub-campo do complexo de concentração de Buchenwald, e foi o primeiro campo nazista a ser libertado pelas tropas norte-americanas. Construído pelos alemães em novembro de 1944, perto da cidade de Gotha, na Alemanha, Ohrdruf fornecia prisioneiros para o trabalho escravo na construção de ferrovias. No final de março de 1945 o campo abrigava cerca de 11.700 prisioneiros mas, no início de abril, as SS evacuaram quase todos em uma marcha da morte até Buchenwald. Os guardas das SS mataram muitos dos prisioneiros restantes, que haviam ficado para trás porque estavam muito doentes para caminhar. Quando os soldados da Quarta Divisão Armada norte-americana entraram no campo, descobriram pilhas de corpos, alguns parcialmente incinerados.

A natureza revoltante desta descoberta levou o General Dwight D. Eisenhower, Comandante Supremo das Forças Aliadas na Europa, a visitar o campo em 12 de abril juntamente com os generais George S. Patton e Omar Bradley. O impacto de testemunhar os crimes nazistas cometidos em Ohrdruf causou um forte impacto em Eisenhower, que decidiu que o mundo deveria saber o que havia acontecido nos campos de concentração. Ele convidou membros do Congresso norte-americano e jornalistas para visitarem os campos recém libertados, para que eles pudessem noticiar a terrível verdade sobre as atrocidades nazistas para o público norte-americano. As descobertas que a Quarta Divisão Armada fez em Ohrdruf abriu os olhos de muita gente para os horrores perpetrados pelos nazistas durante o período do Holocausto.

Thank you for supporting our work

We would like to thank The Crown and Goodman Family and the Abe and Ida Cooper Foundation for supporting the ongoing work to create content and resources for the Holocaust Encyclopedia. View the list of all donors.