Situação logo após o Holocausto (Artigo Resumido)

Em 1945, quando as tropas Aliadas entravam vitoriosas nos campos de concentração nazistas, elas encontraram testemunhos do genocídio neles cometido: pilhas e pilhas de cadáveres bem como enormes quantidades de ossos e cinzas humanas. Os soldados também encontraram milhares de sobreviventes – judeus e não judeus – famintos e doentes. Após a liberação, muitos sobreviventes judeus temiam retornar a seus antigos lares por causa do anti-semitismo (ódio aos judeus) que ainda persistia. Aqueles que haviam voltado para suas casas temiam por suas vidas. Com poucas opções de emigração, dezenas de milhares de sobreviventes do Holocausto, agora desabrigados, migraram para outros territórios do oeste europeu. Naqueles territórios, os sobreviventes foram acomodados em centenas de centros para refugiados e campos para deslocados de guerra.

Muitas agências judaicas trabalharam para dar assistência aos deslocados de guerra. Os refugiados também formaram suas próprias organizações. O Grupo da Brigada Judaica (uma unidade de judeus palestinos do exército inglês) foi formado no final de 1944. Em conjunto com ex-partisans deslocados na Europa Central, a Brigada Judaica buscava auxiliar o êxodo de refugiados judeus da Europa para a área do Mandato Britânico [denominada pelos romanos na antiguidade como Palestina, em represália aos judeus que ali viviam e que haviam se revoltado contra Roma]. Em 1947, os ingleses obrigaram o navio , que seguia para a área sob seu controle com 4.500 sobreviventes do Holocausto, a retornar para a Alemanha. Na maioria das vezes, os ingleses detinham os refugiados judeus, sem autorização para entrar na antiga terra judaica dentro do Mandato Britânico, em campos de detenção localizados na ilha de Chipre, no Mediterrâneo. Com a independência do Estado de Israel, em maio de 1948, muitos deslocados de guerra e refugiados judeus finalmente conseguiram abrigo no novo estado soberano, o Estado de Israel. Muitos outros refugiados judeus europeus emigraram, emigraram para o Canadá, Austrália, Nova zelândia, Europa ocidental, Mexico, América do Sul e África do Sul.

Thank you for supporting our work

We would like to thank The Crown and Goodman Family and the Abe and Ida Cooper Foundation for supporting the ongoing work to create content and resources for the Holocaust Encyclopedia. View the list of all donors.