Pogroms (Artigo Resumido)

Pogrom é uma palavra russa que significa "destruição maciça, destruir violentamente". Historicamente, o termo designa os violentos ataques da população não judia contra os judeus na área do Império Russo. Na Alemanha nazista, a violência pública contra os judeus foi tolerada e até mesmo encorajada, pois os líderes nazistas avaliaram que ela "prepararia" a população para as severas medidas anti-semitas a serem tomadas. Por exemplo, no verão europeu, antes do anúncio das Leis Raciais de Nuremberg (setembro de 1935), houve ataques frequentes aos judeus por toda a Alemanha, inclusive incêndios de sinagogas, destruição de casas e estabelecimentos comerciais pertencentes a israelitas e agressões físicas. Da mesma forma, em 9-10 de novembro de 1938, eclodiu a campanha de violência nas ruas, orquestrada por todo o território nacional, conhecida como Kristallnacht (Noite dos Cristais), a qual foi seguida por uma série de leis anti-semitas. As Einsatzgruppen (Unidades Móveis de Extermínio) receberam ordens para tolerar e até mesmo incitar as populações do território soviético conquistado a iniciarem pogroms. Em 29 de junho de 1941, autoridades e unidades militares romenas, às vezes auxiliadas por soldados alemães, assassinaram pelo menos 8.000 judeus durante um pogrom em Iasi, na província romena da Moldávia. No dia 10 de julho de 1941, residentes de Jedwabne, uma pequena cidade localizada no distrito de Bialystok na Polônia, participaram no assassinato de centenas de seus vizinhos judeus.

E os pogroms não cessaram com a Segunda Guerra Mundial. Em 4 de julho de 1946, em Kielce, na Polônia, moradores locais iniciaram um pogrom contra os judeus sobreviventes que retornavam à cidade para viver em suas antigas residências [já ocupadas ilegalmente por outras pessoas]. Multidões atacaram os judeus após ouvirem falsos rumores de que estes haviam sequestrado uma criança cristã e que pretendiam matá-la em um ritual religioso [a Páscoa judaica, que foi a Última Ceia de Cristo com seus Apóstolos]. Os agitadores mataram pelo menos 42 judeus e feriram aproximadamente 50. O medo dos violentos pogroms foi a motivação que levou a grande maioria dos judeus sobreviventes do Holocausto a sair da Europa no período pós-guerra.

Thank you for supporting our work

We would like to thank The Crown and Goodman Family and the Abe and Ida Cooper Foundation for supporting the ongoing work to create content and resources for the Holocaust Encyclopedia. View the list of all donors.