<p>Adolf Hitler Discursa em um Comício das SA. Dortmund, Germany, 1933. </p>

O Início do Terror Nazista

O Início do Terror Nazista Depois que Adolf Hitler tornou-se chanceler da Alemanha, em janeiro de 1933, ele agiu rapidamente para transformar o país em uma ditadura com um único partido, e organizou uma força policial especialmente para garantir que as políticas nazistas fossem aplicadas. Ele persuadiu seu gabinete a declarar estado de emergência e a abolir direitos individuais, incluindo a liberdade de imprensa, de expressão e de reunião. Os indivíduos perderam o direito à privacidade, o que significava que os nazistas podiam ler suas correspondências, escutar suas conversas telefônicas e revistar suas casas sem necessidade de mandado de busca ou apreensão.

Hitler dependia do terror para atingir seus objetivos. Atraídos pelos salários, sentimento de companheirismo e uniformes bonitos, dezenas de milhares de jovens desempregados vestiram as camisas marrons e colocaram as botas de couro das Tropas de Choque nazistas (Sturmabteilungen), chamada de SA, Aqueles “policiais auxiliares” saíam às ruas para agredir e executar os que eram contra o regime. O medo das SA garantia o silêncio dos alemães que não apoiavam os nazistas.

DATAS IMPORTANTES

b>31 DE MARÇO DE 1933
GOVERNADORES NAZISTAS INDICADOS PARA ADMINISTRAR OS ESTADOS ALEMÃES
Adolf Hitler substituiu os políticos eleitos para os governos estaduais por seus protegidos nazistas, sendo este um dos primeiros passos para o estabelecimento do controle nazista central na Alemanha. Hermann Goering, outro líder nazista, tornou-se ministro-presidente da Prússia, o maior estado alemão. Em 1935, o controle das administrações estaduais havia sido transferido para o governo central em Berlim.

2 DE MAIO DE 1933
NAZISTAS ASSUMEM O CONTROLE DOS SINDICATOS

As Tropas de Choque (SA) e a polícia ocuparam os escritórios dos sindicatos, aterrorizando ativistas e sindicalistas. Os documentos daquelas organizações foram confiscados e seus bens apreendidos. Os sindicatos foram obrigados a se fundir com a organização nazista “Frente de Trabalho Alemã”. Com isto, foram abolidas as representações trabalhistas independentes.

14 DE JULHO DE 1933
PARTIDO NAZISTA TORNA-SE O PARTIDO DO ESTADO

Todos os partidos políticos foram extintos, com exceção do Partido Nazista, que passa a ser o único permitido na Alemanha, e assim foi criada a ditadura naquele país. Esta situação foi mantida até a derrota militar da Alemanha em 1945. O número de pessoas associadas ao Partido aumentou para 2,5 milhões em 1935 e chegou a 8,5 milhões em 1945.

20 DE JULHO DE 1933
ADOLF HITLER ASSINA ACORDO COM A IGREJA CATÓLICA

Um tratado entre o governo alemão e o Vaticano, a maior autoridade da Igreja Católica romana, garantiu aos católicos o direito de liberdade de prática religiosa, mas dissolveu suas organizações sindicais e políticas. O Vaticano, com seu status de estado soberano, foi o primeiro país a reconhecer formalmente a legitimidade do governo nazista de Adolf Hitler. Apesar do tratado, os nazistas continuaram perseguindo padres, escolas e organizações culturais e religiosas católicas.

Thank you for supporting our work

We would like to thank The Crown and Goodman Family and the Abe and Ida Cooper Foundation for supporting the ongoing work to create content and resources for the Holocaust Encyclopedia. View the list of all donors.