Mario Finzi

Mario Finzi

Data de Nascimento: 1913

Bolonha, Itália

Mario era filho único de um casal de judeus, professores de segundo grau em Bolonha. Assim como a maioria dos judeus daquele país, sua família era bem integrada à sociedade italiana. Mesmo quando o líder fascista Benito Mussolini subiu ao poder em 1922, os judeus da Itália continuaram a viver em segurança. Mario tocava piano como hobby. Ao concluir o ensino médio em sua cidade, ele decidiu estudar direito.

1933-39: Em 1938, Mario começou a trabalhar como advogado em Milão. No entanto, no final daquele ano, o governo de Mussolini sancionou leis "raciais" que impediram Mario de continuar a exercer sua profissão. Ele então mudou-se para Paris e iniciou uma nova carreira como pianista. Em agosto de 1939, ele retornou à Itália para renovar seu visto francês. Enquanto lá estava, no dia 1º de setembro, a Alemanha invadiu a Polônia o que fez com que a França declarasse guerra contra a Alemanha dois dias depois. Mario foi detido na Itália.

1940-44: Mario trabalhou em Bolonha em uma agência judaica que auxiliava refugiados. Em julho de 1943, Mussolini foi deposto e, em represália, as forças alemãs ocuparam a Itália. Os judeus de Bolonha foram enviados a um campo de trânsito em Fossoli di Carpi. Para alguns, o destino dos que eram levados de Fossoli di Carpi não era nenhum segredo – a palavra "Auschwitz" estava escrita a giz nos vagões dos trens. Em março de 1944, Mario foi deportado para Auschwitz.

Em Auschwitz, Mario jogou-se sobre os fios de alta tensão que cercavam o campo. Ele deixou uma mensagem para seus pais pedindo perdão pelo ato de desespero. Mario tinha 31 anos de idade.