Testemunho

Wallace Witkowski descreve as difíceis condições de vida para os não-judeus na Polônia

Wallace e sua família eram poloneses católicos. Seu pai era engenheiro químico e sua mãe professora. Os alemães ocuparam Kielce, onde viviam, em 1939. Wallace testemunhou pogroms contra os judeus em 1942. Ele participou ativamente da resistência anti-nazista, atuando como mensageiro entre os grupos de partisans. Em 1946, na Polônia já liberta, Wallace testemunhou o pogrom de Kielce [ataque violento dos poloneses contra os judeus]. Em 1949, ele se reencontrou com seu pai nos Estados Unidos, para onde foram também outros membros da família logo em seguida. No entanto, o regime Comunista na Polônia [já terminado] não permitiu a emigração de sua única irmã durante quase uma década.

Transcrição

Somos sobreviventes de um período durante o qual qualquer pessoa saudável [OBS: não judia], com mais de 14 anos, tinha que trabalhar 10 horas por dia, 6 dias por semana. Caso contrário, éramos enviados para campos de trabalho escravo na Alemanha ou para trabalhar nas fábricas da máquina de guerra [que produziam material bélico] alemã. Recebíamos pequenas porções de comida e, a maioria de nós, sempre ficava com fome. Fomos dizimados por doenças. Tifo e febre tifóide eram comuns. Minha mãe sobreviveu à febre tifóide. Nós, crianças, não ficávamos doentes. Nós temíamos as contínuas batidas policiais, "lapanki" era o nome que usávamos em polonês. Você estava caminhando por uma rua, indo da sua casa à casa da sua tia e, de repente, a rua era fechada por policiais na entrada e na saída. Todas as pessoas eram cercadas e obrigadas a mostrar seus documentos. "Você trabalha em algum lugar? Quem é você? Qual é sua ocupação? O que você está fazendo aqui a esta hora?". Então, qualquer pessoa que não estivesse empregada, de alguma forma, em trabalho relacionados ao apoio às iniciativas de guerra da Alemanha era separada, colocada em um caminhão e enviada para a estação ferroviária, onde era colocada em um trem rumo à Alemanha. Era difícil encontrar uma família que não houvesse sentido o terror da guerra.


  • US Holocaust Memorial Museum Collection
Ver detalhes arquivísticos

Está página também está disponível em

Thank you for supporting our work

We would like to thank The Crown and Goodman Family and the Abe and Ida Cooper Foundation for supporting the ongoing work to create content and resources for the Holocaust Encyclopedia. View the list of all donors.