Filme

Queima de livros durante discurso de Goebbels

Na tentativa de livrar o país de tudo aquilo que consideravam "não-alemão", os nazistas queimaram livros publicamente em várias cidades da Alemanha. Aqui, em frente à Casa da Ópera de Berlim, uma multidão eufórica queima livros escritos por judeus ou intelectuais de esquerda. Joseph Goebblels, ministro a cargo da Propaganda e do Esclarecimento do Povo, faz um discurso sobre a pretensa "reeducação" da Alemanha.

Transcrição

A fogueira em Opernplatz, em Berlim. Em Berlim, como em outras cidades universitárias da Alemanha, livros "não-alemães" e aqueles considerados como imorais pelos nazistas eram coletados e queimados pelos estudantes. O Ministro do Reich, Goebbels, discursa para os jovens: "Meus compatriotas, estudantes, homens e mulheres alemães, a era do intelectualismo judeu chegou ao fim. O triunfo da revolução alemã abriu um caminho para o estilo alemão; e os futuros alemães não serão apenas homens de livros, mas homens de caráter, e é para este fim que queremos educá-los. Para que tenham, desde a mais tenra infância, a coragem de olhar diretamente nos olhos impiedosos da vida. Para repudiar o medo da morte e reconquistar o respeito por ela. Esta é a missão dos jovens, por isso vocês estão certos de, nesta hora tardia, entregar o lixo intelectual do passado às chamas. É uma forte, grandiosa e simbólica responsabilidade, uma responsabilidade que irá provar a todo o mundo que a base intelectual da República de Weimar está sendo derrubada agora; mas que a partir das ruínas irá crescer, vitorioso, o senhor de um novo espírito". Local: A Praça da Ópera (Opernplatz) em Berlim).


Tags


  • National Archives - Film

Dividir

Thank you for supporting our work

We would like to thank The Crown and Goodman Family and the Abe and Ida Cooper Foundation for supporting the ongoing work to create content and resources for the Holocaust Encyclopedia. View the list of all donors.