Testemunho

Rifka Muscovitz Glatz descreve a vida em um kibbutz e as dificuldades com as barreiras linguísticas

Rifka nasceu no seio de uma família judia religiosa, em Debrecen. No início dos anos 40, sua família mudou-se para Cluj-Napoca, no norte da Transilvânia, uma região romena que havia sido anexada à Hungria em 1940. Em 1944, ela e sua família foram forçadas a deixar a casa que tinham em Cluj-Napoca, e foram levadas pelas tropas húngaras que ajudavam os nazistas, permanecendo presas por um mês em uma fábrica de tijolos. Em junho de 1944, Rifka foi levada para o campo de concentração de Bergen-Belsen. Oito meses depois, já quase no final oficial da Guerra, ela foi para a Suíça. Em setembro de 1945, ela tomou um navio para a área do Mandato Britânico denominada Palestina pelos antigos romanos, de onde emigrou para os Estados Unidos em 1958.

Transcrição

Ver detalhes arquivísticos

Thank you for supporting our work

We would like to thank Crown Family Philanthropies and the Abe and Ida Cooper Foundation for supporting the ongoing work to create content and resources for the Holocaust Encyclopedia. View the list of all donors.