Filme

O julgamento dos crimes de guerra de Vidkun Quisling

Na década de 30, na Noruega, Vidkun Quisling fundou um partido pró-nazista, o Partido da União Nacional Fascista. Quando a Alemanha invadiu a Noruega em 1940, Quisling tentou um golpe pró-alemão contra o governo norueguês. Ele chefiou a administração pró-Alemanha de 1942 a 1943. A traição à sua pátria, em favor da Alemanha, fez com que seu nome se tornasse sinônimo de colaboradores e traidores. Após a Segunda Guerra Mundial, as autoridades norueguesas prenderam Quisling, que foi julgado e condenado à morte por crimes de lesa-pátria.

Transcrição

Em um tribunal policial em Oslo, Noruega, chega Vidkun Quisling para apelar por sua vida. Um dos mais notórios traidores da Guerra tem que encarar o resultado de seus crimes. O juiz entra e, logo em seguida, o primeiro julgamento preliminar de um importante criminoso de guerra se inicia. [música] Quisling, cujo nome tornou-se sinônimo de "traidor" pelo que fez com sua pátria em favor dos nazistas, ouve as acusações contra ele. O homem arrogante e implacável de antes agora está com medo. Em um mundo livre do nazismo, não há lugar para Vidkun Quisling.


  • National Archives - Film

Está página também está disponível em

Thank you for supporting our work

We would like to thank The Crown and Goodman Family and the Abe and Ida Cooper Foundation for supporting the ongoing work to create content and resources for the Holocaust Encyclopedia. View the list of all donors.