Ossi Stojka

Ossi Stojka

Data de Nascimento: 1936

Áustria

Ossi era o mais novo dos seis filhos de uma família de ciganos católicos que vivia e se transportava em um vagão de madeira, apropriado para aquele estilo de vida. A caravana do grupo a que eles pertenciam passava os invernos em Viena, capital da Áustria, e os verões no interior austríaco. Os Stojkas pertenciam a uma tribo cigana chamada Lowara Roma, que vivia do comércio itinerante de cavalos. Os antepassados de Ossi tinham vivido na Áustria, daquela mesma forma, por mais de 200 anos.

1933-39: Ossi tinha 2 anos de idade quando os alemães anexaram a Áustria em 1938. A carroça da família Stojka estava estacionada em uma área de camping de Viena para passar o inverno quando os alemães entraram marchando. Eles ordenaram que os ciganos permanecessem no mesmo lugar. Os Stojkas tiveram que transformar a carroça deles em uma casa de madeira e tiveram de se adaptar com a permanência em um mesmo lugar.

1940-44: Os ciganos foram forçados a se registrar como membros de uma "raça" diferente. Quando Ossi tinha 5 anos, os alemães levaram o seu pai. Depois, eles levaram a sua irmã, Kathi. Finalmente, Ossi e o resto da sua família foram deportados para um campo nazista em Birkenau destinado a ciganos. Tinha muito pouco para comer, na maioria das vezes apenas nabos. O pequeno Ossi adoeceu de tifo, e foi levado até as barracas para os prisioneiros doentes. Os prisioneiros geralmente se referiam à enfermaria como a "antecâmara do crematório."

Ossi não recebeu tratamento médico na enfermaria e morreu de tifo e subnutrição. Ele tinha 7 anos de idade.