Testemunho

Ruth Moser Borsos descreve o processo de seleção para deportações de Westerbork para Auschwitz

Ruth mudou-se da Alemanha para a Holanda após o massacre da Noite dos Cristais, a Kristallnacht, em 1938. Ela e seu pai tinham autorização para viajar de navio para os Estados Unidos, mas a Alemanha invadiu a Holanda em maio de 1940 e eles não puderam partir. Ruth foi deportada para o campo de Westerbork em 1943 e para o campo de Bergen-Belsen, na Alemanha, em 1944. Após a interrupção de um acordo de troca de prisioneiros entre nazistas e Aliados, Ruth ficou detida perto da fronteira suíça, até ser libertada pelas forças francesas em 1945.

Transcrição

[A gente não sabia quem estaria nas] listas das pessoas que seriam enviadas a Auschwitz. Nós achávamos que era para Auschwitz, não tínhamos certeza absoluta. Quando os trens voltavam de Auschwitz, normalmente o condutor ou alguém ligado ao transporte, dizia de onde eles estavam vindo para buscar mais pessoas e levá-las para o leste [europeu]. Bom, as listas eram feitas durante o dia de segunda-feira e na terça-feira eram lidas nos barracões. Um Kapo chegava no barracão e lia o nome das pessoas que partiriam. Aqueles, como você bem pode imaginar, eram momentos terríveis, as pessoas percebendo que aquele era provavelmente o fim. Embora não soubéssemos exatamente o que acontecia em Auschwitz, nós sabíamos que era algo terrível, mas não podíamos imaginar o quão terrível. Todos ajudavam aqueles que tinham que deixar o campo. As pessoas os ajudavam a juntar suas poucas coisas, os consolavam, davam tudo o que tinham, um resto de comida para eles levarem durante a viagem.


Tags


  • US Holocaust Memorial Museum Collection
Ver detalhes arquivísticos

Dividir

Thank you for supporting our work

We would like to thank The Crown and Goodman Family and the Abe and Ida Cooper Foundation for supporting the ongoing work to create content and resources for the Holocaust Encyclopedia. View the list of all donors.