Testemunho

Rachel Mutterperl Goldfarb descreve ataques dos partisans contra os alemães

Os alemães estabeleceram um gueto em Dokszyce no final de 1941. Durante a evacuação do gueto, em 1942, Rachel se escondeu e fugiu juntamente com sua mãe para outro gueto. Quando este último estava prestes a ser destruído, elas escaparam novamente. Rachel e sua mãe uniram-se a um grupo de partisans na floresta. Ela ajudava sua mãe a cozinhar e também limpava as armas. As duas decidiram sair da Europa quando a Guerra terminou e, finalmente, elas chegaram aos Estados Unidos em 1947.

Transcrição

O grupo de partisans do qual fazíamos parte tinha sua base na beira da floresta. Não estávamos com o grupo principal. Basicamente o que eles faziam era interromper as comunicações, ou seja, impedir que as cargas dos trens [nazistas] chegassem a seu destino. Eles soltavam os parafusos de alguns trilhos, impedindo os trens de trafegar. Eles impediam que os trens chegassem às linhas de frente e, às vezes, conseguiam explodir alguns vagões carregados de munição. Devido ao perigo de retaliação, aquelas atividades tinham que ser feitas de maneira tal que não levantasse suspeitas, elas tinham que parecer acidentes.


  • US Holocaust Memorial Museum Collection
Ver detalhes arquivísticos

Dividir