Testemunho

Norbert I. Swislocki descreve sua fuga de Varsóvia juntamente com sua mãe

Norbert tinha três anos quando a Alemanha invadiu a Polônia, em setembro de 1939. Ele e sua mãe estavam na Varsóvia. Seu pai havia sido convocado para servir no exército polonês e, mais tarde, foi para Vilna. Norbert e sua mãe foram encontrá-lo e, alguns meses depois, a família estava novamente reunida. Quando a família já estava em Vilna por aproximadamente um ano, o pai de Norbert conseguiu vistos para Curaçao, nas Antilhas Holandesas e vistos de trânsito pelo Japão. Norbert e seus pais deixaram Vilna em janeiro de 1941 e chegaram a Kobe, no Japão, em fevereiro daquele mesmo ano. Eles permaneceram no Japão durante os oito meses seguintes, até que as autoridades japonesas exigissem que partissem para Xangai, na China então ocupada pelo Japão. Norbert e seus pais lá permaneceram até o fim da Guerra. Em junho de 1947, a família emigrou para os Estados Unidos com a ajuda de soldados americanos judeus que estavam postados em Xangai após a Guerra.

Transcrição

Em um dos dias em que minha mãe e eu estávamos fugindo de Varsóvia, eu perdi o ursinho de pelúcia que haviam me dado. O que aconteceu foi que o trem parou em algum lugar, e eu estava no meio da multidão tentando sair, quando meu ursinho de pelúcia foi arrancado das minhas mãos. Então, eu me abaixei para pegá-lo e, conforme eu me abaixei para pegá-lo, soltei da mão da minha mãe. Quero dizer, eu só perdi o contato com ela. Eu me abaixei para pegar o ursinho de pelúcia e não consegui pegá-lo. Todas as pessoas começaram a sair e eu fui arrastado junto com a multidão, e quando eu saí do trem eu não conseguia achar minha mãe. Então eu...aquilo pareceu uma eternidade, sabe, se passaram apenas uns poucos minutos ou segundos. Mas ela acabou me encontrando na plataforma. Então, eu perdi meu urso, mas encontrei minha mãe.


Ver detalhes arquivísticos

Dividir